Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Eu ainda gostava de saber quem são as bácoras (ou A bácora) que desde Maio, (Maio senhores!!!) , altura em que escrevi um post acerca de uns cupcakes merdosos que comi na feira do Livro, não me larga a tasca!!!

"Pois que foste grosseira, pois que foste isto e aquilo e mimimimi e tecatecateca". E eu que sempre fui minimamente educada a responder a provocações, chego a um dia (sendo ele hoje) em que só me apetece mandá-las para a coisinha da tia delas e aconselhá-las a arranjar uma vida. É que estou fartinha de gente parva até à ponta dos cabelos, de infantilidades, de burrice que vou vendo espelhada em alguns textos que leio por aí. Estou farta de gente com vidas "poucochinhas" que se dão ao trabalho de "escarafunchar" posts, de comentar posts mais velhos que o cagar. Pessoas que não sabem ler, que interpretam tudo errado, que não têm capacidade para escrever um comentário coerente e onde a falta de inteligência fica claramente à mostra.

Critiquem o que escrevo, não concordem. Mas façam-no com classe.

Por isso a partir de hoje, cada comentário do género, e ao contrário do que sempre disse que não faria, será automaticamente apagado. "Pontapé na boca desse putedo todo", foi assim que um dia alguém resumiu uma situação do género num comentário feito aqui no blog o qual fará todo o sentido em casos deste tipo. Não voltarei a perder o meu tempo a responder de forma cordial a bestices e alarvidades.

Até porque tenho uma vidinha, certo?

Certo.

 

 

E por causa desta merda já deixei queimar algumas merendinhas que tinha ali no forno. F*da-se, é o que eu digo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


10 comentários

Sem imagem de perfil

De o rapaz da laranja a 09.11.2010 às 00:15

eh pá... menos, ou ainda acabas a dar tanto pontapé que não fazes mais nada, ou a dar pontapés a outros em jeito de tabela. Não deixas de ter razão, embora não mereçam de ti tanta atenção, mas tu és assim uma Mulher generosa (mesmo para as pitas). Ao menos por estes lados a azia é por causa do que se come, já as insónias podem ter outros motivos... achas que também vá numa de "pontapés" ?!
;)
Imagem de perfil

De Genny a 09.11.2010 às 10:19

é pa...isso é que é mau, deixar queimar as merendinhas, pa!!!!!!! devido a pessoas tão...tao....bahhhhhhhh
Sem imagem de perfil

De Helena a 09.11.2010 às 11:46

Vá, não se enerve. Faça lá as merendinhas e tudo o mais na boa.

Nunca comi cupcakes, não sei se são bons ou maus, mas o aspecto deles tão "plástico" ainda não me cativou.

Um beijinho
Sem imagem de perfil

De i am you a 09.11.2010 às 12:15

Dá-lhes Su!
Sem imagem de perfil

De theoneyouknw a 09.11.2010 às 12:38

Lá tas tu com o teu mau feitio....
Imagem de perfil

De mudeidevida a 10.11.2010 às 11:12

O que eu acho incrivel é ainda haver alguem que não concorda contigo. Eu fui provar os cupcakes de uma famosa marca que está agora na moda e com estaminés plantados em montes de centros comerciais e aquilo não me sabe a nada. É um queque com um creme colorido em cima. Um coisa é certa: são lindos e não dão vontade de comer ( se calhar são só para olhar). Por isso não me admira nada que os cakes da Feira do Livro sejam “merdosos” como tu dizes.
Mas a verdade é que tem de haver para todos os gostos e todos temos que respeitar os gostos dos outros.
Beijios
Sem imagem de perfil

De sviluppo pene a 11.11.2010 às 15:41

Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em seu blog que bom!
Imagem de perfil

De G.I.Jane a 14.11.2010 às 23:50

Voto em ti!!
Sem imagem de perfil

De Elisabete a 15.11.2010 às 13:06

Tens toda a razão! E mais, os cupcakes eram mm uma "trampa"! Eu tb comi e detestei!
Tanta ofensa da parte dessa gente, não sei porquê!!!! Não percas mais o teu tempo com gentinha, pois tens realmente uma vida e uma vidinha a caminho e, isso sim é o mais importante! ;))))
Imagem de perfil

De Fátima Bento a 15.12.2010 às 08:47

Olha, sabes que aqui há tempos, aí dois meses, me deixaram um comentário num post de Maio de 2009 (!!!!!!!!!) fundamentalmente a dizer que os meus filhos não deviam nada à beleza e que o namorado da minha filha tinha pinta de gay. Não escrevi no blogue sobre isso, já que os visados não têm nada que saber o que o lápiz azul da mãe riscou... mas que dá vontade de atravessar a banda larga e manda uma escarreta (pardon my french) para o olho, dá.

(e o meu meu puto já sabe aceder à informação pessoal através do IP. Não quis até hoje que o fizesse, mas isto de ter um piccolo hacker na família é capaz de dar jeito... muahahahahahahahah!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor