Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


21
Mar12

Chegou a hora

por Gaja

 

 E de repente, as rotinas por aqui mudaram. Aquilo que se tinha tornado um hábito há mais de 1 ano, filhote comigo da parte da manhã, filhote com a avó da parte da tarde teve de sofrer uma mudança. Já se tornava complicado gerir o tempo desta forma e tivemos de optar pela creche para o petiz. Ainda estamos no período de adaptação, ainda nem fez uma semana mas já deu para perceber que terá sido a escolha mais acertada.

Poderá evitar que eu faça noitadas a trabalhar pois ficando com as manhãs livres poderei começar mais cedo e assim o dia render muito mais.

E aqui falo de questões práticas...o problemas são todas as outras! Como me sinto quando o deixo lá e ele fica a chorar?...Mal!!

 

É estranho esta coisa de os defendermos com unhas e dentes enquanto estão connosco, dos mil cuidados que temos, da atenção à alimentação, dos mimos a toda a hora e de uma hora para a outra vemo-los nos braços de outra pessoa que nem conhecemos bem, não fazemos ideia do que comeram, se brincaram, se choraram, se foram felizes, se estiveram tristes....

 

É estranho. Muito. Estou em processo de adaptação a tudo isto e espero que tenha melhoras. Tem de ter.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Imagem de perfil

De diarioarev a 21.03.2012 às 11:55

Vai ser bom para ele, para todos... adaptam-se os cachopos melhor do que nós!!! E depois há a manha, têm mais de esperteza do que de tamanho, eh,eh,eh !! Tudo a correr pelo melhor! Então e quando o rapaz fôr para a tropa?!
;)
Sem imagem de perfil

De helena a 21.03.2012 às 17:38

Tenho para mim que a ida para a creche é muito mais difícil para as mães do que para os filhos.

Não tarda nada vai conseguir sentir-se bem ao deixar o seu filho na creche, ele vai ganhando asas e aos poucos vai saber usá-las, mas de uma coisa pode ter a certeza, ele vai sempre regressar ao ninho.

Está a ficar um crescido, o seu menino.

Beijinhos
Sem imagem de perfil

De Maria João a 23.03.2012 às 14:38

Ai gaja percebo-te perfeitamente:)
E aquele medo estúpido de que possa acontecer alguma coisa na nossa ausência, se comeram bem o mal, se choraram, o alivio que sentimos quando os vamos buscar....
A minha chorava baba e ranho agarrada a mim (e claro eu saía de lá a chorar) e uma vez a educadora (espectacular Beta) disse-me para me esconder e ver que ela calava-se logo. E assim foi....chorava, chorava e mal eu virava costas calava-se. São uns manhosos mimadinhos os nossos filhos! E ainda bem!
Keep calm , vai tudo correr bem:)
Sem imagem de perfil

De Vespinha a 25.03.2012 às 23:00

O tempo que te sobrar vai chegar para poderes estar mais dedicada a ele!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor