Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


14
Jun07

 

No dia em que o meu pai se decidiu finalmente a dar-me um cão perguntou-me se eu tinha alguma preferência de raça. Respondi-lhe sem hesitação alguma que tinha que ser um Cocker Spaniel. Assim sendo fomos até ao Amoreiras, a uma loja de animais que havia na altura. Quando já lá estávamos o meu pai começou a ficar um pouco hesitante:

- Mas tens mesmo a certeza que é essa raça que queres? São tão molengões...

-Ó pai!! Sim claro que tenho a certeza. (Se bem que numa altura daquelas a unica certeza que eu tinha era a de que queria um cão, fosse ele qual fosse...)

Começámos a dirigir-nos para a zona onde estavam todos os cães. Na parte dos Cockers, estavam praticamente todos a dormir e mal reagiram à nossa presença mas na jaula ao lado as coisas eram bem diferentes.

- Gaja filha, já viste bem estes? Isto sim, é que dá alegria a uma casa. (aquilo eram pinotes de meia noite, brincavam, pulavam uns por cima dos outros e quando nos viram fizeram cá uma festa...)

-Ó pai, mas isto é que raça?

- Estes são Fox Terrier. Estes é que são giros. Leva um destes!

- Mas ó pai.....

- Vai por mim que não te arrependes...

E assim, veio ela comigo para casa, a Becky, e comigo esteve durante 14 anos. E o meu pai tinha razão, nunca me arrependi. Foi a minha grande amiga, passou comigo a minha adolescência, os meus choros, as minhas alegrias, as minhas mudanças. Era de uma meiguice que só vendo. Nunca me largava, até para a casa de banho tinha que ir comigo. A maior alegria dela era quando a deixava dormir na minha cama . E se eu não deixasse, na manhã seguinte subia à mesma para a cama para me dar uma lambidela de bons dias.

No dia em que tive que mandar abatê-la, pois não havia mais nada a fazer, foi como se tirassem um pedaço de mim. Chorei baba e ranho o dia inteiro. E de vez em quando ainda choro.

Tive um grande desgosto mas ao contrário do que muita gente diz, que quando passa por isto não quer ter mais cães, e apesar de já ter a Candy, tenho muita vontade de ter outra Fox Terrier.

Sim, porque tem que ser uma ela e até já adivinham o nome que gostaria de lhe dar. Eu sei que nunca vai substituir, mas talvez vá preencher o vazio que a outra deixou e dar-me quem sabe, outros 14 anos de amizade.

Becky, onde quer que estejas, uma festinha da dona para ti....

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


18 comentários

Sem imagem de perfil

De coisas_de_gaja a 18.06.2007 às 14:25

Fizeste-me chorar... sofro só de pensar no dia em q vou ter de passar pelo mesmo. Uma beijoca!!
Imagem de perfil

De Gaja a 18.06.2007 às 23:32

O mais engraçado é que eu, ao escrever isto lá tive que chorar que nem uma madalena arrependida, não consegui evitar, mas coisas_de_gaja, não penses nisso agora. O teu Teobaldo irá acompanhar-te por muito tempo. Bj da Gaja
Sem imagem de perfil

De olga a 02.08.2007 às 21:53

Olá!

Andava na net a pesquisar sobre fox terrier e vim aqui parar.Chorei a ler este post.
Tinha uma cadela pequinois com 17 anos.Também tive de abatê-la há um mês.Apesar de dizer que não queria mais cães, porque me custa perde-los, estou ansiosa para ter um nos meus braços.Dão-nos mitas alegrias. E qual a raça que estava a pensar comprar? Um fox terrier, mas de pêlo curto.
Não sei se é difícil encontrar à venda! Tenho de procurar.
Felicidades.
Imagem de perfil

De Gaja a 12.08.2007 às 23:10

Olga, peço imensa desculpa, mas só hoje vi este comentário.
Lamento a perda da cadelinha, mas a vida é mesmo assim e 17 anos é obra.
Quanto aos fox terrier, eu posso estar redondamente enganada mas eu julgo que só há 2 tipos: os de pêlo cerdoso ou pêlo de arame(não te rias que é mesmo assim). Agora de pêlo curto ou comprido nunca ouvi falar. A minha era de pêlo cerdoso.
Quanto a encontrá-los à venda não é muito fácil pois não é uma raça muito conhecida em Portugal e existem poucos criadores.
Espero ter ajudado.
Bj da Gaja
Sem imagem de perfil

De olga a 13.08.2007 às 22:12

Olá!
Obrigada pela tua resposta.Quando dgo de pêlo curto, refiero-me mesmo ao pêlo de arama-fox terrier smooth! Digo pêlo curto para algumas pessoas perceberem melhor.Já encontrei criadores desta raça. Agora só falta escolher a quem vou comprar. Como era o temperamento da tua cadela?Aprendia depressa?Dava muito trabalho? Se n~so for penoso falar disso, diz-me algo para eu estar preparada para a minha.Obrigada.

Imagem de perfil

De Gaja a 13.08.2007 às 23:08

Olga, não é nada penoso. Pelo contrário.
Quanto ao temperamento é melhor estares preparada para uma constante agitação. São cães com muuiiiitaaa energia. Nunca param quietos. Quanto à aprendizagem...a minha aprendia, só que como era teimosa que nem uma mula às vezes dava-lhe uns vaipes e só fazia o que queria. Mas com paciência consegue-se ensinar. Também quero que estejas preparada para um promenor.É que quando são pequeninos roem tudo o que lhes aparece à frente. Eu sei que em todas as raças acontece isto...mas nesta é muito mais grave. A minha por exemplo, até chegou a roer as portas dos armários da cozinha porque eram de madeira. Os pés das cadeiras idem, idem.
Mas depois têm outros predicados que ultrapassam todos estes defeitos. Vais ver que não te vais arrepender.
Agora vou eu pedir-te um favor, se não fôr muito incómodo. Podias enviar-me os contactos desses criadores que descobriste? Pode ser por mail.
Bj da Gaja
Sem imagem de perfil

De Alexandre a 10.08.2007 às 08:28

Boas quase chorei a ler este artigo!! Eu tenho um fox terrier e tudo que disseste é o meu dia-a-dia. Ele é a minha sombra, tambem adora dormir comigo na cama e não escapa nem uma manha sem me dar o beijo de bom dia. As vezes nem gosto de pensar que um dia o vou de o deixar ver porque faz mesmo parte de mim, é como um orgão que o meu corpo precisa de funcionar para viver!!
Está 5 estrelas este artigo
Imagem de perfil

De Gaja a 12.08.2007 às 23:05

Já estive no teu blog. Confesso que não sou grande fã de automóves....sorry...mas vi a foto do teu canito. Coisinha mááááááá linda!!! Ai que inveja de ti por teres um. Aproveita-o bastante pois tens aí um amigo para a vida.
Bj da Gaja
Sem imagem de perfil

De Inês a 02.09.2007 às 10:33

Custa muito vê-los partir... Já passei por isso algumas vezes embora felizmente nunca tenha precisado de abater nenhum. Deve ser uma sensação de impotência enorme :(
Tive uma cocker que foi a cadela mais meiga e enérgica que já tive :P
Imagem de perfil

De Gaja a 05.09.2007 às 09:25

É uma sensação que até hoje ainda não sei muito bem explica-la. É de cortar o coração.
Bj da Gaja
Sem imagem de perfil

De João a 03.09.2007 às 09:55

Eu sei bem o que isso é... Também tive um Fox Terrier ( de pelo curto ) e quando, passados 14 anos, acharam melhor acabar com o seu sofrimento, fiquei destroçado... Sempre que vejo um, não me consigo conter e tenho que lhe fazer umas festas, com a lágrima no canto do olho...
Foi o meu pai que o foi buscar ao criador, e escolheu o Omar de Azambuja ( sim porque ele era fino :) ) porque foi o único que saiu do cesto para lhe ir roer os sapatos :D . Apesar da nossa relação ter sido um bocado atribulada ( o gajo mordia com força!!! ), era um poço de boa disposição e alegria.

Ainda vou ter um, só tenho que convencer a minha gaja...

Imagem de perfil

De Gaja a 05.09.2007 às 09:33

Olha então estás como eu....é que tb não tem sido fácil convencer o meu gajo.
Não é uma raça que ele aprecie muito. Mas eu quero que ele se lixe. Um dia destes apareço cá com uma e dps ele que se aguente...hihihi.

PS- Adorei o nome Omar de Azambuja.

Bj da Gaja
Sem imagem de perfil

De pedro fernandes a 21.06.2008 às 22:46

olá gostava de saber se me poderias arranjar o contacto de alguém que faça criação de fox terriers de pêlo curto! beijinhos :)
Sem imagem de perfil

De pedro fernandes a 21.06.2008 às 22:47

ah o meu mail é messquita@hotmail.com se puderes responde :) beijinhos
Sem imagem de perfil

De Heliza a 01.07.2008 às 20:39

Poxa, achei seu blog sem querer, estava pesquisando sobre, carro Fox, porém quando ví que se tratava de Fox Terrier Pelo curto fiquei curiosa e entrei, pois amo cachorro, mais particularmente desta raça, vejo mts, pois trabalho na região dos jardins em SP, porém me sensibilizei com sua história, tive uma parecida há 1 ano atráz, perdi meu Poddle Toddy de 14 anos, meu irmãozinho, ele foi incinerado e nem tive tempo de vê-lo pois estava trabalhando, sofro mto com isso, é o que me faz não querer ter outro cachorro, mas confesso, que vc mecheu com a minha opinião........quem sabe já não seja a hora de eu ter mesmo um foxzinho...................
Obrigada....
Sem imagem de perfil

De teresa a 26.01.2010 às 19:20

oi, como todos os que aqui passam tb tenho algo em comum convosco, ADORO o Fox Terrier e tb quero ter um, acho-os lindos, majestosos. Mas não encontro criadores, será possivel me enviares contactos ou e'mails de uns.
Bj e Obrigada - teresajose@gmail.com
Sem imagem de perfil

De francisca a 11.06.2014 às 19:34

que tristeza !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
eu ando a procura de um fox terrier e gostava de passar tantos anos assim com ele como tu!!!!!!
o cao é o nosso melhor amigo quando o temos ja nao o largamos!!!!
é uma tristeza perder o nosso melhor amigo !!!!
Sem imagem de perfil

De Eduarda Campos a 07.08.2016 às 11:11

Bom dia.
Também tenho andado na net à procura de criadores de fox terrier pelo de arame. Dizem-me que há no norte do país mas não encontro. Em Barcelona parece ser fácil...
Podia indicar-me algum de confiança aqui de Portugal?
Eu gostava de comprar um casal porque, como são muito caros, sempre podia vender alguns filhotes mais tarde...
É que eu, habitualmente, recolho animais abandonados e, como as despesas são enormes, sempre podia fazer algum negócio com esses filhotes para manter a manada :-).
Além disso sempre sonhei ter um desses cãezitos. E, agora que me aposentei e tenho mais tempo livre, vou ter possibilidade de realizar esse sonho.

Vai aí o meu e-mail. Se me responder pode ser por mensagem.
Cumprimentos

Maria Eduarda Campos

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor