Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


12
Jul13

As doces ofertas

por Gaja

 

Não passa quase semana nenhuma, ou por vezes até mais que uma vez na mesma, em que um coleguinha do Dinis não celebre o aniversário na creche.
Ora quando o vou buscar, quase sempre também, lá vem ele com mais um saquinho com chupas, rebuçados, smarties, gomas etc. As típicas lembranças de aniversário.
E eu fico sempre meio naquela "Oh não, mais um!". Porque a verdade é que a maioria das vezes o destino de tão doce lembrança é o.....lixo.
Eu sei que as mamãs e os papás fazem aquilo com a melhor das intenções como é óbvio, daí nunca me ter sentido à vontade para dizer algo como "ah e tal isso é muito giro mas não vou levar".

Mas o que acontece é que o Dinis raramente come doces, não que não goste, apenas porque tenho tentado ao máximo apresentá-lo a esse mundo o mais tarde possível. A minha teoria é a de que se não conhecer, não gosta, tão simples como isso.
Se disser que só há 2 ou 3 meses é que comeu um chupa-chupa pela primeira vez, ninguém acredita. Ou que nunca comeu um rebuçado. Ou que só comeu chocolate 3 ou 4 vezes e muito pouco. E que bolachas, apenas Maria, ainda assim aquelas que dizem fazer menos mal e com menos teor de açúcares.

Sendo assim, faço aqui um apelo a todos os pais para repensarem essa questão das ofertas, porque no fundo ao mandar um saquinho do género para o lixo, estou também a mandar o vosso dinheiro e isso é coisa que não se quer.
Imagino que não seja a única a fazer isto, daí achar que a coisa começa a ganhar contornos graves. Porque basta fazer a conta a milhares de crianças por este país fora. A umas, que irão consumir o tal saquinho (onde estarão à volta de 150gr de açúcar puro, corantes, conservantes e outras coisas que nem quero saber) provocará problemas de obesidade e saúde e a outras, as tais que não consumirem, não prejudicará absolutamente nada. Mas não terá o acto de mandar os tais doces para o lixo impacto ambiental? Impacto na carteira dos pais? Não será disparatado?

No espaço de 1 ano e tal, apenas uma vez, uma!, o Dinis trouxe uma oferta que me pareceu absolutamente genial de tão simples que era: uma mãe recolheu imagens diversas, de personagens conhecidos entre os pequeninos (Mickey, Hello Kitty, Noddy, Ruca etc), imagens para colorir, juntou-as num caderninho e na capa colocou o nome da sua filha e assinalou a data do seu aniversário.
Ainda hoje o caderninho anda por aí. Já foi pintado (rabiscado) pelo Dinis e de vez em quando volta a ele e continua o trabalho.

Não fará isto muito mais sentido?
Contem as vossas experiências, também gostava de saber como é desse lado :)

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Smelly Cat a 12.07.2013 às 13:59

Eu vou um bocadinho mais longe, dado que quando eu era criança não havia nada disso: para quê as lembrancinhas? Acho que é uma moda que veio dos casamentos e baptizados... Mas se tivesse que escolher, a opção do livro de colorir é, de facto, muito boa!

Realmente, as crianças pequenas nem sequer deveriam comer doces! E as mais velhinhas deveriam comer muito poucos...
Sem imagem de perfil

De helena a 12.07.2013 às 16:54

No tempo do meu filho não havia nada disso e ainda bem, pois o destino dos doces seria igual aos do Dinis. Muito sinceramente, e desculpe a expressão, acho essa história das lembranças uma caganeirice ", mais uma maneira de se mostrar aos filhos onde se gasta dinheiro mal gasto, na minha opinião, claro. As crianças não precisam, pois não lhes fazem falta, esses açucares transformados em chupas e afins. Sempre me fez confusão ouvir as mães a "lamentarem-se" que os filhos comem muitas "porcarias", leia-se rebuçados, chupa chupas e semelhantes, mas eu pergunto, é a criança que vai às compras e os paga para trazer para casa? não é pois não? Ora, se não os houver em casa, a criança não os come, tão simples.

Parece-me muito mais bonito e duradoiro a recordação de uma fotografia, de grupo, por exemplo, impressa e oferecida no dia da festa de aniversário. É, quanto a mim, uma forma de recordar os colegas e não causa nem cáries dentárias nem obesidade.

Já agora, controlem e tomem "as rédeas" daquilo que os filhos comem enquanto são pequenos, pois vai chegar o tempo em que já não o conseguem fazer.

Bom fim de semana.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor