Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


15
Out05
gnr_bt.jpg


Ia eu um dia destes na minha vidinha a caminho do trabalho quando me surge de repente um daqueles homenzinhos vestidos de verde florescente. Já adivinharam? Sim, era um bófia. Pensei eu para mim: "Gaja já tás lixada". É que aqui a gaja, que é um bocado distraída como as louras, tinha pago o selo do carro em Maio mas como até é uma cena que dá um bocado de trabalho, ainda não tinha colocado o dito no vidro...aquele papelito do seguro, idem, idem...mas talvez ainda mais grave é o facto de andar a circular na carroça com uma guia de substituição do livrete a qual o prazo já acabou há alguns meses. Ou seja, acho que a frase da gaja estar lixada não podia ser mais apropriada. Lá parei eu o carro e o homenzinho de verde pediu-me os documentos. Eu como não me lembrava bem onde os tinha comecei a tirar uma catrefada de folhas e documentos até que perdi o controlo da situação...e inventei claro..."Ó Sô Guarda, o carro né meu(mentirosa)...é da firma do meu pai( mentirosa...só tá no nome da firma)...ele emprestou-mo ontem(aldra...)...o meu pai é muito desorganizado(por acaso até nem é...) tá a ver? ele ainda nem colocou ali o selo nem nada...nem o seguro...ai, ai este meu pai é um maluco...". Estava eu neste diálogo interessantíssimo com o homenzinho de verde quando de repente noto que está a sair fumo do banco traseiro do carro. "Ó Sô Guarda espere aí só um cadinho, é que tá para aqui qualquer coisa a arder" e ele " Ah..veja lá isso, secalhar é uma beata, você fuma? " E eu aí já não ia mentir mais ao homem né? Até porque a possibilidade de uma beata acesa ter vindo parar ao meu carro por acidente, sei lá, vinda do espaço, já me pareceu abusar da boa fé do homenzinho de verde. Quando eu já estava à espera da granda da multa e a preparar o cartão multibanco,ele, assim como por magia, apenas me fez algumas advertências e disse no fim: "Está a ver?...Até foi bom ter mandado a Sra parar...ou ainda ardia os estofos do carro..."

Autoria e outros dados (tags, etc)

11
Out05
O meu gajo disse-me no outro dia: "Então, nunca mais escreveste nada no teu blog?". (Estou cá desconfiada que lhe fiz um bem enorme ao ego pelas coisas que escrevi aqui acerca dele.) A verdade é que não me tem apetecido. Pronto, uma gaja às vezes não está para aí virada.
Vamos mudar de casa e como devem calcular os temas de conversa dos últimos tempos têm sido...como vamos fazer a mudança...onde vamos pôr o sofá...como é que vai ficar o quintal...etc, etc. O grande problema é que estamos à espera de ir para a nova barraca há uns meses e o facto é que já nem me lembro de metade das coisas que vi. Sim porque a mula da dona da casa nem foi capaz de facilitar a chavinha antes da escritura, para a malta ir fazendo as mudanças. Eu acho engraçado isto da compra de casa...já repararam que se formos comprar umas calças por exemplo, vemos primeiro as ditas na montra...depois entramos na loja...vamos até elas nos cabides...depois miramos mais um cadito....a seguir vemos o preço...se interessa aqui vamos nós para os gabinetes de prova...despimos o que temos vestido e vestimos as calcitas...de seguida é um vira que vira para mirar de todos os ângulos e depois se assentam bem lá vamos à caixa e largamos a nota. Quanto tempo acham que demora este processo? Nunca menos de uns 20 minutos, ou seja quase o mesmo tempo que demorámos a ver a casa que comprámos. O investimento é que é ligeiramente diferente. E as calças ainda têm uma vantagem, é que no mesmo dia em que as compramos podemos usá-las.
Que artigo interessantíssimo devem estar vocês a pensar...quase que oiço os aplausos. Épá, não liguem que isto desde que houve o eclipse a gaja nunca mais foi a mesma. E por falar em mesma e mesmo para acabar só queria aqui referir a minha alegria pelos resultados das eleições autárquicas...é que o povo quer mesmo mudança...andam há anos a queixarem-se dos corruptos mas desta vez decidiram votar neles porque realmente já não se aguenta tanta seriedade no país. Corruptos aos poder!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor