Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


13
Mai08

...tivesse um palco e umas cadeiras, garanto-vos que não se ficaria nada atrás de algumas salas de espectáculos existentes por este país fora.

Ontem, tivemos em cena a peça: " Mulher brava corre africanos à vassourada" 

A história é simples. A actriz principal, desempenhou o papel de uma mulher amargurada com a vida, enraivecida com o meio envolvente. Os actores secundários, dez ou mais africanos. A actriz, munida de uma vassoura, vai gritando numa voz poderosa e a fazer lembrar as varinas da Nazaré, uma quantidade de impropérios aos actores secundários. "Seus bandaaaaaaaaaaalhos!!!!! A vandalizarem-me o carro!!!!!! São todos uma cambaaaadaaaaaa!!! E tu meu ordináaaaaaario??! Sim tu!! O que tu querias era fazer um bar de alternes na arrecadação do prédio não era??????"

Ao que responde um deles:

"Então, mas tu também ias para lá ou não te lembras?"

"O quê meu grandaaaaaaaa ordináaario??!!! Anda cá!!! Não fujas! E estás a chamar-me p*ta???? Uma granda p*ta é a tua mãe tás a ouvir??? Bandaaaaalhoooos!!"

A carga dramática contida neste papel foi o que mais me surpreendeu. Porque reparem, uma mulher acompanhada apenas da sua vassoura (que entretanto a partiu contra a parede do prédio, com a fúria) enfrentando estoicamente mais de dez africanos com ar de poucos amigos. Conseguem alcançar o simbolismo disto? Eu, por esta altura pensava para mim: Mas que excelente peça! Tenho de ficar em casa mais vezes.

Mas adiante.

No ponto alto da trama, os dez ou mais africanos fazem uma roda à volta da actriz principal. E eu: Lindo! Mas que cena carregada de beleza teatral...

A actriz começa a gritar a plenos pulmões. E eis senão quando, entra em cena outro actor a desempenhar o papel de marido da actriz principal. Trazia um objecto estranho na mão. Pareceu-me um bastão, mas não tenho a certeza.

Vai daí começa a distribuir brelaitadas por tudo quanto era africano.

Foi pena ter-se esquecido que a mulher estava no meio deles.

Ela ainda balbuciou algumas palavras....mas de seguida desmaiou e caíu redonda no chão. E só vos digo. Apenas excelentes actrizes conseguem desmaiar assim.

Ainda entraram em cena mais alguns actores secundários. "Aiiiiiiiiiiiiiiiiiii que me mataste a minha mãeeeeeeeeeee!! Aiiiiiiiiiiiiiii liga para o INEM!!!!!!!!! Aiiiiiiiiiiiiii meu granda cabrãoooo!!"

Mas depois de algumas chapadas bem dadas na actriz principal ela lá recuperou os sentidos e não foi preciso chamar a ambulância.

Levantou-se, fresquinha que nem uma alface e disse: Bandaaaaaaaaaaaaaaaalhooooos!!

 

Quando me preparava para aplaudir é que fiquei um bocadinho chateada pois disseram-me que aquilo afinal não era teatro e era tudo verdade.

Bahhhh....

E eu a pensar que a Junta de Freguesia andava a organizar umas coisas giras...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


26 comentários

Sem imagem de perfil

De artesaoocioso a 14.05.2008 às 00:10

Com frequência, a realidade ultrapassa a ficção.
Teatro ou realidade deve ter sido emocionante.
Cumprimentos
Imagem de perfil

De mil sorrisos a 14.05.2008 às 00:29

Caramba, que rua "movimentada" essa! Safa! A tua descrição está fantástica.
Beijos e Mil Sorrisos
:o)))))))
Imagem de perfil

De mil sorrisos a 14.05.2008 às 00:29

Caramba, que rua "movimentada" essa! Safa! A tua descrição está fantástica.
Beijos e Mil Sorrisos
:o)))))))
Imagem de perfil

De Isa a 14.05.2008 às 01:01

opá, que grande barrigada de rir apanhei eu a ler isto *enxuga as lágrimas* muito bem descrita, a cena!
Imagem de perfil

De Teia d´Aranha a 14.05.2008 às 09:37

Fosga-se! Só na minha rua é que não se passa nada!
Não há vassourada, não há bastões, não há caralhadas... Nunca estou onde há acção!

Ficou-me uma dúvida: será que o marido da actriz principal não estaria combinado com o gang de africanos para dar cabo do canastro à esposa? É que aquela cena da pancada... não sei se não teria sido um esquema armado...

Beijos, Gaja
Imagem de perfil

De thathys a 14.05.2008 às 09:44

LOL

Devias escrever uma novela!

LOL
Imagem de perfil

De Genny a 14.05.2008 às 09:59

Eu andava à procura de uma comédia para apresentar lá no teatro da minha aldeia e acabei de encontrar o enredo certo!!!!
Belo, como sempre!
Sem imagem de perfil

De S@rit@ a 14.05.2008 às 10:34

Xiiiii ganda filme! E tu a ver de camarote e não te lembraste de registar o momento com a tua maquineta, e partilhar as imagens de tão bom espectáculo aqui com a malta! :) Aqui é que não se passa mesmo nada... a ver se qd apanhar o presidente da junta aí pela rua lhe deixo a sugestão de organizar assim umas cenas...
Imagem de perfil

De duas ideias a 14.05.2008 às 15:36

Teatro á borla, também quero... não te esqueças de convidar os amigos para a próxima sessão. Atenção ás pancadinhas de Moliére, o espéctáculo vai começar...
Sem imagem de perfil

De carla m. a 14.05.2008 às 15:41

Epah mas que rua a tua,hein???

Comentar post


Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor