Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


18
Ago11

 

 

 

 

Poucos são os electrodomésticos (pequenos) que me fascinam. Tirando uma torradeira, uma picadora, uma varinha mágica ou uma máquina de café, acredito que poucos mais façam falta numa cozinha. Quanto à Bimby continuo à espera de inovações e quando me apresentarem uma que descasque uma cebola, talvez pense duas vezes :)

 

Apesar de tudo isto, aqui há tempos pensei apenas uma vez ao adquirir a Actifry. A modernidade no acto de fritar batatas, sem pinga de óleo, ou uma pinga ou duas conforme as instruções do fabricante.

Foi devolvida. Demorava séculos para fritar umas batatas (onde o sabor característico desaparecia por completo) e ainda me aventurei numa carne de porco à alentejana que ficou qualquer coisa parecida com torresmos.

 

Voltei então para a minha cozinha de sempre, com os meus utilitários de sempre e com aquela que até hoje considero, essa sim, uma máquina que dá um jeito do caraças!

Falo claro, da máqina de fazer pão.

É certo que tivemos as nossas discussões, os nossos tempos de afastamento uma da outra, porque se haviam receitas que funcionavam, outras deixavam-me completamente frustrada. Também passei pelo período das farinhas pré-preparadas onde aí nada falha, é meter água e esperar que fique pronto.

Até que um dia veio parar-me às mãos um manual de uma outra máquina dado por uma querida amiga (obrigada Isa!), onde a partir daí pude experimentar uma imensidão de receitas de diversos pães. E meus amigos!....nenhuma até hoje falhou.

 

O estado de espírito ou a ocasião ditam qual a receita a escolher, se bem que a mais usual aqui por casa será sempre a do pão integral. Mas pode ser um pão branco, francês, doce, com chouriço, com canela e passas etc.

As farinhas usadas são quase sempre as mesmas: farinha de trigo (tipo 55) sem fermento do Pingo Doce (coisinha para custar trinta e tal cêntimos) e farinha integral da Nacional. Os fermentos (biológicos secos): da Fermipan ou Ramazzoti, cada caixa contém 4 saquetas e cada uma delas costuma dar-me para 2 pães e ainda sobra.

No caso dos pães doces, com massas tipo croissant, ou pão de leite, gosto de acrescentar farinha Custard (1 colher de sopa), pois os pães ficam com um tom amarelinho e um aroma a baunilha que é uma coisinha parva.

 

Um pão costuma dar para uns 2/3 dias aqui em casa, contanto com pequenos-almoços, almoço e jantar. Há mais de meio ano que é raro, muito raro comprar pão na rua e espero continuar assim.

Pelo menos nesta questão sabemos o que estamos a comer ;)

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Magia, ilusionismo, truquezinhos, coelhinhos a sair de cartolas, "ai agora escolha uma cartinha e eu sou tão esperto e vou adivinhar qual foi" e merdices do género.

Mas esta é mesmo daquelas que embirro à séria e se calha a mudar de canal e vejo o Luis de Matos sou menina para ficar com tremeliques.

Autoria e outros dados (tags, etc)

16
Ago11

Pois

por Gaja
Dá para ter uma noção do profissionalismo, da garra e vontade de trabalhar quando enviamos um email com um assunto de trabalho, numa noite de domingo (véspera de feriado) e nos respondem nem passadas 2 horas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

12
Ago11
Ontem D. Dinis foi visitar-me ao atelier com o pai. E mesmo a uma distância razoável conseguiu atirar com a chucha numa média de 150 km à hora na direcção de um bolo que eu estava a decorar. Ficou a uns 5mm de destruir uma das partes.

Não esquecer: nunca mostrar bolos decorados para outros meninos até completar os 18 anos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

11
Ago11
Mãezinhas desta blogoesfera: que variedade de frutas dão/davam aos vossos pequenotes a partir dos 6 meses? Maçãs, pêras, banana, papaia, uvas (delirou!) e melão já marcharam. Mas....mais sugestões?

Agradecida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

08
Ago11

E prontes

por Gaja

Deu-se uma aspiradela aqui no espaço, uma pintadela nas paredes e isto ficou logo com outra cara. Ainda tenho ali o outro ao lado para onde vou olhando de vez em quando e exclamando "já não podia contigo nem com molho de tomate!"

De salientar a ajuda da equipa Blogs do Sapo que nunca nos deixa ficar mal :)

 

Dos meus blogues favoritos, alguns também foram à vida. Desapareceram entretanto, privatizaram, deixaram de ter vida, logo, não fazia sentido continuarem na lista.

 

Estava eu nestas limpezas quando dei conta que um dos blogues que VENERO nem estava na lista. Como foi possível tamanha falha???!

Falo do Made in Lisbon da Maria. Esta Maria que devia ser caso de estudo nas universidades, que tem um sonho, que neste momento está em Díli como voluntária ao serviço das Nações Unidas (e o que eu fiquei contente quando soube disto), esta Maria que é uma Gaja como não há muitas!

 

Bem, e agora vou ali dedicar-me a outros afazeres e já venho...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor