Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


blogs.jpg

 

 

A blogolândia é algo que me fascina, confesso. Mudou bastante nos últimos anos assim como escrevi há tempos e por isso mesmo também os meus alvos de preferência mudaram.

 

Dei há pouco tempo com 2 ou 3 blogs que se dedicam quase em exclusivo a analisar com doses substanciais de ironia todos os bloggers mais famosos da praça. Apesar do esforço acaba por ser  mais engraçado ler os comentários do que o post em questão. É que palavra de honra que ao ler tais palavras visualizo uma tertúlia de madames nos finais do século XIX, todas de chávenas de chá na mão, sussurando umas com as outras com risinhos à mistura. Nunca se diz claramente de quem estão a falar e parecem quase uma sociedade secreta nesta coisa dos blogs.

 

Talvez seja algo muito português, não sei, esta coisa de se ter medo de chamar "os bois pelos nomes" como se alguma desgraça viesse daí. Esta mania dos segredinhos, do falar nas costas, do não querer falar para não melindrar (?), do querer ficar bem visto, da falta de frontalidade.

 

Voltando aos blogues, dos ditos famosos, também eu tinha alguns na minha lista de favoritos há algum tempo atrás. Outros nem chegaram a lá entrar e outros nem sequer os conheço.

Com quase 10 anos disto, chego claramente à conclusão que existe Um blog famoso, o "Pipoca mais Doce" da Ana Garcia Martins. Apesar de o ter retirado dos favoritos, porque 80% dele é quase só publicidade, não deixo de gostar dela. Acho-a inteligente e que soube aproveitar bem as oportunidades que surgiram através de um simples blog.

Depois existem todos os outros (dentro desta área VIP da blogolândia) onde existe de tudo.
Do conjunto dos que lia e que me deixei disso fazem parte "A maça de Eva" (quando me apercebi que já não bastando a publicidade não havia quase semana nenhuma em que o assunto escatológico não viesse à baila), "Às nove no meu blog" (demasiadas fotografias, demasiadas frases feitas, demasiada perfeição), "O Arrumadinho" (tornou-se um chato, ao fim do 2º parágrafo desciam-me as pálpebras), "Cocó na fralda" (demasiada informação de todos os passos diários, demasiada exposição, apesar de a achar uma mulher muito inteligente), "Quadripolaridades" (nem sei bem o que pensar deste mas a verdade é que me cansa)

E ainda existem os que se metem em biquinhos dos pés, fazem trinta por uma linha, tentam aparecer a todo o custo, mostram casas, filhos, cozinhas brancas, fotos inspiradoras, as botas que mandaram vir de Londres e o diabo a sete. Serão uma referência para uma grande maioria que embarca um pouco nestes mundos de faz de conta.

Se pelo contrário são como eu, que buscam inspiração em coisas "palpáveis", vidas reais e deliciosamente imperfeitas talvez (se ainda não conhecerem) devessem dar uma vista de olhos neste blog: eu, ele, a maria e o miguel
Fragmentos da vida de uma mãe, dona de casa, com dois filhos. Escreve maravilhosamente bem e fotografa ainda melhor. Arrisco a dizer que é o único blog que sempre que o visito me deixa com um sorriso na cara de tão bonito e simples que é.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor