Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

19
Fev14

Ontem no Jornal da Noite da SIC davam a notícia que estavam a recrutar 100 portugueses para trabalharem no Canadá. A dada altura da peça a jornalista pergunta a um dos canditatos: "Vai custar-lhe?" e a voz do homem desapareceu, o rosto entristeceu e quase que chorou, pediu desculpa mas não conseguia falar.

E de repente vi naquele homem todos os portugueses que estão a ir embora ou os que já foram. Vi o meu. Vi o meu homem que também foi.

Vi as mulheres desses homens e os filhos que cá ficam (por enquanto). Vi a dor da separação que tanto sentimos na pele. Vi essencialmente e infelizmente que tudo isto não se está a tornar numa situação provisória mas sim em algo que mais cedo ou mais tarde nos levará a todos ao Aeroporto da Portela. Muito provavelmente sem bilhete de volta.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tem alturas que é complicado. Em que as saudades parecem querer saltar da boca, que tudo se torna um dilema, que a voz já não chega.
Será que tanto sacrifício, cansaço e saudades nos levarão de facto a algum lado? É bom que sim. Caso contrário, não quero brincar mais a isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor